Como o One STEP colabora para o avanço da Medicina Regenerativa?

A técnica é a mais avançada na coleta de células-tronco. Conheça seus diferenciais em tratamentos na área de Medicina Regenerativa!


Um panorama da Medicina Regenerativa

Antes de mais nada, o conceito de Medicina Regenerativa ainda é bastante recente. Todavia, seus avanços são substanciais para amenizar os efeitos de feridas e doenças degenerativas. De acordo com estudos de pesquisadores da Mayo Clinic, a abordagem resulta em uma longevidade tranquila. Afinal, apesar de a expectativa de vida ter aumentado em diversos contextos, boa parte da população enfrenta as dificuldades relacionadas ao envelhecimento. Isso inclui o desenvolvimento de doenças crônicas.

Ao mesmo tempo, a área possibilita a melhoria da qualidade de vida de pacientes que vivenciaram traumas ou tratamentos agressivos, como aqueles contra o câncer.

Logo, novas intervenções são estudadas para contribuir para esse cenário. Contudo, parte significativa dessas empreitadas ainda estão em fase de testes. Nesse sentido, a técnica One STEP se manifesta como uma solução palpável. Aliás, é cada vez mais utilizada nos centros cirúrgicos. Entenda melhor a seguir!


O que é a técnica One STEP?

Primeiramente, o One STEP é uma técnica associada a uma tecnologia desenvolvida e fabricada pela DMC. Através de uma luz infravermelha específica, promove a colheita do tecido adiposo, rico em células-tronco mesenquimais. O material coletado possui mais de 90% de viabilidade celular. Ademais, é fotoativado, aumentando a síntese de ATP das células regenerativas coletadas.

Tal empreendimento desprende as células do estroma adiposo sem provocar a destruição dos mesmos. Dessa forma, elas não sofrem morte celular e permanecem vivas. Isso significa que podem ser reaproveitadas em procedimentos regenerativos e reparadores.


A aplicação do One STEP na Medicina Regenerativa

Ao ter acesso às células vivas e ativas, sem tecidos conectivos, grumos e cristais, os cirurgiões habilitados conseguem tratar lesões complexas. Por exemplo, pés de diabéticos, reconstruções mamárias, lesões condrais, lesões musculares, lesões tendíneas, lesões ligamentares e tratamentos da ginecologia.



Imagem de tronco de corpo feminino com marcação para reconstrução mamária através de Medicina Regenerativa
Medicina Regenerativa para reconstrução mamária com One STEP

Inegavelmente, a One STEP se diferencia de outros métodos convencionais. Consegue coletar células com potencial para acelerar e otimizar processos de reparação. Tais fatores resultam num pós-operatório mais rápido e com grande redução da dor. Também acelera o fechamento de lesões em um prazo muito mais curto e efetivo do que em tratamentos convencionais.


O uso da tecnologia DMC

Como mencionado acima, a tecnologia One STEP possibilita a aplicação da técnica. Para uso da mesma, os cirurgiões participam de treinamentos a fim de entender melhor as possibilidades desta técnica associada à tecnologia.

Sem dúvida, ela é uma grande aliada capaz de auxiliar na coleta de células potencialmente reparadoras.

É médico e quer saber como você pode utilizar o One STEP na Medicina Regenerativa? Acesse o site do One STEP Brasil!