Como o Opus Joint contribui para o tratamento de condromalácia patelar?

O produto pode ser utilizado no centro cirúrgico e possui duas versões. Entenda sua ação em casos de condromalácia patelar!


Panorama sobre a condromalácia patelar

Primeiramente, apesar de a condromalácia patelar atingir qualquer articulação, o joelho é a região mais afetada. Nesse sentido, a afecção deriva da sobrecarga comum aos movimentos cíclicos e repetitivos. Os pacientes diagnosticados com o problema sofreram a aglutinação dos radicais chondros. Se não forem tratados adequadamente, podem ter a cartilagem completamente comprometida.


Inicialmente, a pessoa atingida não percebe a condição, pois ela evolui sem edema. Porém, ao manter os joelhos fletidos por tempo considerável ou praticar atividades físicas, há piora do quadro.


Sem uma causa estritamente definida, a condromalácia patelar é comum em casos de: exercícios físicos repetitivos; execução incorreta de movimentos em práticas desportivas; ausência de alongamento; pacientes que relatam utilizar salto alto com frequência; e pacientes obesos.


Por outro lado, também há diversos diagnósticos entre quem já teve diagnóstico de artrose.


Propostas iniciais de tratamento

Sem dúvida, é recorrente o encaminhamento de casos para a fisioterapia. O objetivo é fortalecer tanto a musculatura da coxa quanto do quadril. Ao mesmo tempo, os analgésicos contribuem com o processo de evolução. Há especialistas que recomendam a crioterapia, bem como a termoterapia.


Apesar de algumas pessoas responderem bem ao tratamento clínico, outras necessitam recorrer à cirurgia. Afinal, além de haver aumento da dor no joelho e na musculatura que o envolve, há inchaço nessas áreas.


Durante a intervenção, as lesões condrais são abordadas com: excisão da cartilagem patelar; raspagem; perfuração; ou realinhamento ósseo patelar. E, quando há fragmentos intra-articulares, é recomendado adotar a artroscopia.


Opus Joint: produto médico eficaz em cirurgias

Assim como as tecnologias avançam em prol da Medicina Regenerativa, os ortopedistas encontram soluções eficazes para o tratamento de condromalácia patelar. A linha Opus Joint apresenta duas versões para aplicação, de acordo com a necessidade do(a) paciente.



O produto é um gel viscoelástico de ácido hialurônico. Também, é sintético, estéril, apirogênico e transparente.

Segundo estudos da American Academy of Orthopaedic Surgeons (AAOS) e da American College of Rheumatology (ACR), esse tipo de solução integra o algoritmo de tratamento da osteoartrose. O Opus Joint é recomendado, sobretudo, para disfunções articulares em geral.


Benefícios do Opus Joint para casos de condromalácia patelar

Os médicos encontram várias vantagens ao auxiliar os pacientes com condromalácia patelar com o Opus Joint. O produto:

  • É biocompatível e biodegradável;

  • Possui alta massa molecular, aumentando a eficácia e a durabilidade;

  • Proporciona ação lubrificante e preenchedora;

  • Proporciona alívio da dor.

Além disso, o Opus Joint é naturalmente integrado ao fluido sinovial. Ou seja, possui maior potencial para restaurar o equilíbrio de hidratação. Assim, a estrutura e a elasticidade da região melhoram.

Ao contrário de alguns produtos, em sua versão 2F, o Opus Joint pode ser conduzido na intervenção cirúrgica. Por isso, é mais eficaz na modulação da dor e na reparação da articulação. Por fim, a recuperação funcional dos pacientes é otimizada.