top of page

O que é a condromalácia patelar e quais são seus sintomas?

A doença atinge principalmente o joelho após a sobrecarga de movimentos repetitivos. Saiba mais sobre a condromalácia patelar!


O que é a condromalácia patelar?

Primeiramente, a condromalácia patelar trata-se de um desgaste das articulações, sendo mais comum nos joelhos. Nesse sentido, a patela, cartilagem do osso situado na parte da frente dessa região, sofre um amolecimento. Trata-se de uma área que trabalha bastante em movimentos como subida, descida e agachamento, visto que ela é responsável pelo deslize durante a flexão e a extensão.

Consequentemente, quando os pacientes se submetem a movimentos cíclicos e repetitivos com sobrecarga, podem ser mais facilmente acometidos pelo problema.


O que provoca a doença?

Como mencionado acima, atividades que se repetem continuamente e com a interferência de excesso de peso aumentam as chances de condromalácia patelar. Nesse sentido, esportes que envolvem movimentos de frear e desaceleração, bem como aqueles que exigem esforços acima dos limites fisiológicos do organismo, são fatores importantes para o desenvolvimento do quadro.

Ao mesmo tempo, o excesso de peso corporal é um fator que, além de aumentar o desgaste de forma mecânica, produz enzimas prejudiciais à cartilagem.

São outras causas da doença:


✔ Lesões prévias

✔ Envelhecimento

✔ Alterações anatômicas


Por fim, a condromalácia patelar é mais recorrente entre as mulheres, uma vez que o tempo de reação muscular delas é reduzido. Além disso, durante o segundo ciclo do período menstrual, seus níveis de estrogênio são reduzidos, agravando o tempo de resposta dos músculos.


Condromalácia patelar e tendinite são a mesma coisa?

Não! Enquanto a primeira corresponde ao desgaste da patela, a tendinite atinge o tendão ligado a essa cartilagem.

Por outro lado, também é bastante comum confundir a condromalácia patelar com a artrose. Todavia, esta ocorre somente quando o primeiro problema não é devidamente tratado. Logo, os pacientes desenvolvem inflamações, comprometendo outras estruturas do joelho, como o fêmur e a tíbia. Dessa maneira, a condromalácia evolui para a artrose.


Quais são os sintomas?

Com toda a certeza, boa parte dos pacientes identifica alguma anormalidade quando sente dor ao descer e subir escadas. Esse forte incômodo também se manifesta quando eles se levantam após um tempo sentados ou correm.

Tal sintoma acomete principalmente a região ao redor da rótula dos joelhos. Ademais, a sensação de crepitação costuma vir acompanhada de estalos. Em alguns casos, também há inchaço nas articulações.


Tratamento

A boa notícia é que a Medicina Regenerativa consegue curar a doença, apresentando avanços notórios no tratamento dos pacientes.

Entre as soluções empregadas, a viscosuplementação com ácido hialurônico se posiciona como uma das mais bem-sucedidas. Só para ilustrar, a família Opus é a mais moderna para os casos de condromalácia patelar. Sua aplicação é assertiva devido à composição que possui, bem como os pacientes são beneficiados com um processo menos doloroso.

Por isso, quem necessita se submeter à cirurgia para tratar o quadro pode checar junto aos médicos a possibilidade de utilizar o produto.

Além dos procedimentos cirúrgicos, há outras indicações de tratamento, como ingestão de medicamentos e sessões de fisioterapia. Para determinar qual a via a ser seguida, é indispensável a avaliação médica de cada caso.


Precisa fazer cirurgia para tratar a condromalácia patelar? Mostre ao seu médico a proposta da família Opus no site da DMC!

Commentaires


bottom of page